top of page

Pensando em reformar? Não se esqueça do Laudo Técnico

Atualizado: 27 de jul. de 2020

Para não ter dor de cabeça durante e depois da reforma, é importante não esquecer do Laudo Técnico de Reforma.


Reforma Imóvel

Reformar um imóvel pode ser um momento divertido, de novas possibilidades e planos. Pensar no projeto, quais as cores que irão combinar com os novos elementos e a nova decoração. Mas antes de reformar, é obrigatório obter um Laudo Técnico, expedido por um profissional habilitado.


A exigência do Laudo Técnico entrou em vigor a partir de 2014, depois de vários casos de acidentes eclodirem na mídia ocasionados por reformas feitas sem acompanhamento profissional. O caso mais emblemático aconteceu no Centro do Rio de Janeiro, no qual três prédios desabaram, um deles passava por reformas sem acompanhamento. O incidente resultou em 17 mortes e 5 desaparecidos.


Após vários outros casos, houve muita discussão acerca da importância do acompanhamento de um profissional especializado em casos de reforma e foi lançada a NBR 16280: Reforma em edificações.


A norma prevê que o proprietário deve apresentar um Plano de Reforma, com descrição objetiva do passo-a-passo da obra a ser realizada em sua unidade, detalhando intervenções, materiais, recursos técnicos, financeiros e humanos, mesmo em obras aparentemente pequenas. Além disso, é preciso apresentar junto com o Plano o Laudo Técnico com a respectiva Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), assinada pelo Engenheiro que acompanhará a obra.


Muitas pessoas contratam empreiteiros ao invés de uma Empresa de Engenharia, pois existe o mito de que a mão de obra seria mais barata. No entanto, é preciso avaliar por outra ótica. O Engenheiro é capaz de realizar os cálculos necessários para que o seu projeto seja feito com exatidão e com a quantidade necessária de materiais, sem desperdício e com máxima segurança. Se colocar na ponta do lápis, é muito mais econômico e seguro contratar uma Empresa de Engenharia.


Por isso, o objetivo da norma é aumentar a segurança nos casos de reforma, incentivando a contratação de profissionais habilitados e, deste modo, evitar acidentes que podem comprometer a integridade física e patrimonial dos condôminos e evitar danos estruturais, como no caso do desabamento do RJ. Além disso, também visa prevenir o surgimento de patologias menores, como trincas, fissuras e infiltrações; e diminuir o risco de incêndios.


Depois de tomar essas precauções, você poderá ficar tranquilo para iniciar a sua reforma e, consequentemente, agregar valor ao seu imóvel, com a certeza de que o seu projeto está em boas mãos.


E aí, gostou do artigo? Precisando Reformar seu imóvel ou solicitar um Laudo Técnico? Entre em contato com a gente.


72 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page