top of page

Construção de Casa: Saiba quais são os Projetos que você vai precisar

Atualizado: 27 de jul. de 2020

Todo mundo sonha em ter a sua casa própria, principalmente quando ela é construída do seu jeitinho. Você imagina como vai ser a arquitetura, o bairro ideal, o jardim etc. Mas quais são os Projetos necessários para construir a casa dos seus sonhos?

Para a Construção de uma casa com segurança, é preciso entender a importância de ter todos os projetos em mãos antes da execução da obra. Fazer no “jeitinho” pode implicar em riscos graves para a edificação, como menor durabilidade do imóvel, perda de dinheiro investido e gastos desnecessários.



Mas o que é um Projeto?


É um documento, ou um conjunto deles, que determina como o seu imóvel deve ser construído. Ou seja, ele estabelece parâmetros para a construção, a partir de estudos realizados previamente sobre o local onde será construído, como solo, ambiente, materiais, usabilidade etc.


Com o projeto em mãos, é possível dimensionar a quantidade de material correta para a construção da casa ou edifício, evitando desperdícios e otimizando os custos materiais e humanos. Listamos os 5 projetos fundamentais para a construção de uma casa, veja:


1. Projeto Arquitetônico


É onde tudo começa, quando a sua imaginação sai do papel.


É comum as pessoas pedirem orçamento de construção sem ter um Projeto Arquitetônico, o que pode gerar em um erro grave de avaliação de fornecedores, pois sem ter um projeto definido cada fornecedor irá precificar com base na intuição.


Ou seja, irá tentar imaginar aquilo que você imaginou para fazer a cotação, sem ter a noção real do que você precisa. E você termina comparando banana com laranja...


O Projeto Arquitetônico serve para balizar suas necessidades e demonstrar a sua ideia antes de seguir para a próxima etapa. Um dos documentos gerados nele é a Planta Baixa da edificação, que servirá de norte em todo o processo.


Você também poderá receber no seu projeto: Fachadas, Planta de implantação, de situação, Planta humanizada, Cortes verticais das áreas molhadas, Quadro de esquadrias, Paginação dos pisos e revestimentos, Planta de cobertura, entre outros detalhes arquitetônicos.


2. Projeto Legal


Depois de por as ideias no papel é hora de solicitar autorização aos órgãos competentes.

A Prefeitura emite um alvará para que a obra possa acontecer, mas as regras variam em cada região. Pode ser necessário uma autorização ambiental também.


Esta etapa também é muito importante, pois implica no embargue da obra, caso esteja irregular. Além disso, caso precise de um financiamento terá que apresentar este documento entre outros.


3. Projeto Estrutural


Com o Projeto Arquitetônico e as autorizações o Engenheiro irá calcular a estrutura da sua edificação.


O Projeto Estrutural é composto do detalhamento correto de elementos estruturais como lajes, vigas e pilares. A função destes é suportar as cargas da edificação, como o esqueleto humano.


Para isso, ele levará em conta variáveis como, usabilidade, interferências ambientais, cargas de vento, sobrecargas, etc. Com isso, seu imóvel ficará mais seguro, diminuindo o risco de acidentes e evitando problemas como colapso, rachaduras, trincas e deformações excessivas, aumentando a vida útil do seu imóvel, além de evitar desperdícios de materiais por conta de um superdimensionamento ou insegurança por um subdimensionamento.


Os tipos de estruturas mais comuns adotadas são as de concreto armado e as metálicas. O Engenheiro irá definir o tipo de estrutura ideal para as condições do seu Projeto e viabilidade econômica.


4. Projeto de Fundações


O Projeto de Fundação deve ser feito após o Projeto Arquitetônico e o Projeto Estrutural, pois são eles que definirão as cargas que irão impactar na mesma. Desta forma, a partir de uma sondagem do solo, o Engenheiro identifica a melhor solução, que pode ser Fundação Rasa ou Profunda, de acordo com a capacidade do mesmo.


O dimensionamento correto da fundação pode economizar bastante nos custos da construção da edificação, bem como evitar custos adicionais com reparos recorrentes ao longo da vida útil do imóvel.


Uma fundação mal dimensionada pode trazer problemas de recalques excessivos, trincas nas paredes, recalques de pisos e subsolos, entre outros.


5. Projeto de Instalações


Por último, mas não menos importante, você também deve se preocupar com o Projeto de instalações prediais, sendo os principais os de eletricidade e de hidráulica.


É importante dimensionar o consumo de eletricidade do ambiente e definir pontos específicos, que não comprometam a segurança da edificação. O projeto elétrico também pode contemplar o uso de energia limpa na construção da casa ou edifício.


O Projeto Hidráulico fica a cargo da rede pluvial e de esgoto, água quente e fria e, atualmente, também se preocupa com questões ambientais como aproveitamento da água da chuva e economia.


Além desses 5 projetos fundamentais, dependendo do tamanho da construção e do orçamento, você poderá precisar de outros, como: paisagístico, decoração de interiores, redes, impermeabilização, instalações de gás, CFTV, SPDA, incêndio, ar condicionado, e outros de necessidades específicas.


Mas tenha em mente que com esses 5 na mão para construir a sua casa ou edificação você já saiu na frente em segurança, economia e otimização dos recursos. Uma empresa de Engenharia está apta para te ajudar no gerenciamento e elaboração de projetos de engenharia e te acompanhar até a execução final, reduzindo desgastes e otimizando todo o processo.



E aí, se animou para transformar seu sonho em realidade? Vem com a gente...


Aqui, você imagina e nós criamos.

5.746 visualizações0 comentário
bottom of page